Na cidade, lei não permite que moradores façam a poda total da vegetação, sob pena de multa.

Há meses tentando autorizações da prefeitura, moradores de diferentes bairros de Araraquara (SP) relatam não conseguir cortar árvores ocas ou que estão causando problemas nas ruas da cidade. A lei vigente no município proíbe que qualquer corte seja feito por moradores sem autorização do Departamento de Água e Esgoto em Araraquara (Daae), sob pena de multa. Sem autorização, a poda é indicada apenas para a retirada dos galhos secos e doentes, sempre preservando o formato natural da vegetação.

Árvore doente Manzoli Júnior mostra como a árvore em frente a sua casa está oca Ely Venancio/EPTV Em um dos casos, o primeiro pedido foi feito em fevereiro do ano passado, após um cupinzeiro atingir o tronco da árvore na Avenida Rivadavia Marques Junior, no bairro Dom Pedro I. Segundo o morador Orlindo Manzoli Júnior, o Daae chegou a ir até o local, podou os galhos e colocou veneno, mas o problema continua. “Dá medo, porque as pessoas passam aqui, carros estacionam e pode cair em cima, ou mesmo na minha garagem”, disse. Prejuízo no asfalto Moradores reclamam que raízes estragam o asfalto Ely Venancio/EPTV No Jardim Floridiana, uma das árvores também preocupa os moradores.

Apesar de estar saudável, suas raízes estão destruindo as guias e asfalto.

Segundo a dona de casa Rosires Spolaor, as rachaduras no asfalto estão prejudicando as calçadas e chegando às casas ao redor. “Ela está danificando o asfalto, está indo para os esgotos, arrebentando as guias e é muito perigoso”, disse. De acordo com a moradora, um fiscal do Daae informou que a árvore é natural de beira de rio e que foi plantada no lugar errado, mas não fez a retirada. Lugar errado Mariana pede a retirada há pelo menos 3 anos Ely Venancio/EPTV No bairro São Geraldo, uma árvore grande de aproximadamente 15 anos também está preocupando os moradores.

A auxiliar administrativa Mariana Cristina Rodrigues contou que a avó fez uma solicitação há 3 anos, mas até agora não conseguiu respostas. Segundo Mariana, ela também já foi várias vezes ao Daae, mas foi impedida de protocolar a solicitação no nome da avó.

Mas desde o último pedido, a idosa adoeceu e a neta é quem cuida dela.

“Eu não consigo nem protocolar a solicitação, porque eles não me deixam nem apresentar os documentos de curatela, que eu tomo conta da minha vó.

Enquanto isso a árvore vai crescendo”, contou. Posicionamento do Daae Em nota, o Daae informou que a árvore oca em frente à casa de Manzoli Júnior será substituída entre segunda (27) e sexta-feira (31). Já sobre a árvore no Jardim Floridiana, a autarquia disse que não há necessidade de intervenção. Sobre a última árvore citada, no bairro São Geraldo, o Daae informou que fará a vistoria na segunda-feira. Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.